"

Vindo de uma família de artesãos, Marcos aprendeu as técnicas passadas por gerações de escultura em madeira e as colocou à serviço de sua poética ao retratar a aflição provocada pela seca. Deixando a tradição de produzir utilitários e figuras folclóricas, Marcos se inspirou em ícones como a cadela Baleia, de Graciliano Ramos para simbolizar suas vivências. Marcos conta que já ajudou sua mãe a carregar baldes de água na cabeça e viu o gado de seu pai morrer de fome, mas, hoje, com sua criação, provém sustento para toda a sua família."

Marcos de Sertânia

Nenhum produto foi encontrado para a sua seleção.